domingo, 5 de dezembro de 2010

India - First Impression

A India é mesmo um país de aromas, perfumes, sabores, sons e muitas cores!

Cheguei depois de muito atraso de Paris para Bangalore. Não consegui ver muita coisa a não ser o aeroporto e o breu da estrada. Além claro da multidão de motoristas e guias aguardando no salão de chegada ao aeroporto.
Achei mesmo que não ia encontrar o meu! Por sorte ele estava bem no meio e com uma placa muito visível. Ganhei um colar de botões de jasmin com um perfume maravilhoso!


O quarto do Leela é confortabilíssimo e a cada vez que você sai do quarto e volta ele está arrumadinho. Parece até que eles estão te vigiando.



O Hotel tem um Jardim lindo e agradável.




Mais fotos do Hotel.



Frente do Shopping do Hotel.


Tuk Tuk passando na rua em frente ao Hotel.


Na sexta depois de quase recuperada do Jet Leg fui ao escritório e jantamos em uma baladinha Indiana (todas terminam às 23h) - Banana Beach Bar.



Passados ~30min e ninguém tocou na comida.... mas no fim era carne (frango, porco, sausages...) apimentada!!!!

Dia livre no sábado fui para o Garuda Mall, comprei umas batinhas indianas e almocei/jantei (ainda fora de fuso...) no Kobe Sizzlers.


Tudo bem... a aparência não é das melhores, mas o sabor até que não estava mal. Acredite, tem macarrão bem no meio.



Trânsito em frente ao shopping e o motorista disse que no fim de semana está bem calmo...

video

Depois, visita ao Shiva Temple.
Lembrei do Japão com as caixinhas de colocar moeda em cada uma das imagens. E, também tem que tirar o sapato para entrar no templo. Bom, Buda era mesmo Hindu e por isto a similaridade com o Budismo.
Abaixo, representação de Shiva em uma de suas muitas formas.


Shiva na montanha Kailash.




































Shiva, Parvati e Ganesha.




































Grande estátua de Shiva com quase 20 metros de altura.






































E depois de peregrinar pelo templo e fazer tudo o que o meu motorista/guia me indicava com o inglês quase que indecifrável, terminei o meu primeiro dia de turista na Índia (isso inclui recitar Ôm Namah Shivaya / ॐ नमः शिवाय muitas vezes e dar inúmeras voltas em círculo ao redor do fogo e em imagens de Shiva / शिव. Ah! Derramar leite em homenagem a Shiva também). O som e tudo o mais me fez lembrar da cena em que a Fernanda Montenegro está em uma procissão no filme Central do Brasil. Uma mistura de vozes, cânticos, pessoas rezando, recitando mantras. Nada calmo e cheio de paz como imaginava um Templo de Shiva.

Dream. And Live.